terça-feira, 12 de julho de 2011

A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não

Sim... tive os meus fracassos e derrotas... tive os meus momentos de tristeza e desespero, nos quais pensei que não ia aguentar segurar a barra.
Sim... tive medo. Medo de não saber para onde ir... como reagir... o que sentir. Medo do futuro... medo da escuridão que despontava no meu horizonte.
Mas... consegui. Aos trancos e barrancos, eu suportei o tranco de ver o meu mundo desmoronar. Aos poucos, me fortaleci, me agarrei às minhas convicções e tirei lições de todas as minhas perdas,  defeitos e desilusões.
E então, me reergui... descobri novos caminhos... novas possibilidades. E aprendi à perseverar... aprendi a arte de sorrir cada vez que o mundo diz não.

Denis Correia Ferreira
15/06+12/07/2011-17:00

N.D.A. 01: O título e o trecho final deste texto é uma homenagem à musica “Brincar de viver” de autoria de Guilherme Arantes e belamente interpretada pela Maria Bethânia. Confiram a música e a letra, pois são belíssimas.

N.D.A. 02: O texto fala sobre superação e aprendizado. Não adianta passar por certas coisas e não aprender nada com isso.

Brincar de Viver
Composição: Guilherme Arantes


Quem me chamou
Quem vai querer voltar pro ninho
E redescobrir seu lugar

Pra retornar
E enfrentar o dia-a-dia
Reaprender a sonhar

Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não

Você verá que a emoção começa agora
Agora é brincar de viver
E não esquecer, ninguém é o centro do universo
Que assim é maior o prazer

Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não

E eu desejo amar todos que eu cruzar pelo meu caminho
Como eu sou feliz, eu quero ver feliz
Quem andar comigo, vem
Lá - lá - lá- lá - lá...

Você verá que é mesmo assim, que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não.
Lá - lá - lá- lá - lá...

Link para a música no youtube:

Conheça mais textos inéditos de minha autoria no Recanto das Letras:


Um comentário:

  1. Então, Denis, és tu um sobrevivente... pois muitos, mas muitos mesmo, morrem no caminho!

    As lições que precisamos aprender para nos fortalecer, às vezes, parece que vai nos matar... mas sempre, sempre mesmo, há uma solução em algum lugar.

    Aos poucos vamos descobrindo que a vida é incrível por isso, por podermos fazer escolhas e sempre que necessário recomeçar.

    Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!!!