terça-feira, 3 de março de 2015

A palavra na ponta da língua...


A palavra estava bem ali... na ponta da língua.
A palavra mágica que se encaixaria perfeitamente no texto que ele estava escrevendo.
A palavra que daria todo o sentido à aquela estrofe e que completaria a rima.
Mas... a palavra não vinha... não aparecia... ela estava bem ali... rondando a sua mente.
A noite virou dia... o dia virou noite... e o poema estava lá... incompleto... inacabado.
A palavra povoava os seus Sonhos... desnorteava os seus sentidos.
A palavra zombava dele... o incomodava... não lhe deixava escrever mais nada.
Um dia enfim, ele se deu por vencido... aceitou que não poderia encontrar a tal palavra.
Quando ela quisesse e no tempo devido, ela se revelaria e o poema seria enfim terminado.

Dreamaker (Denis Correia)
01,03,04/07/2014-00:00

N.D.A.: A palavra estava bem alí... na ponta da língua... tão perto e ao mesmo tempo tão longe. É agoniante demais quando não encontramos a palavra certa ou adequada quando estamos criando algum texto... só quem já passou por esta situação é que sabe como isso incomoda.


E enquanto isso, no Recanto das Letras:






Estes e outros textos inéditos de minha autoria, você encontra apenas no Recanto das Letras. Caso goste dos textos, comente interaja e participe.