sexta-feira, 27 de março de 2015

Trecho da carta de Tatanka Yatanka (Touro Sentado)

"Quando a última árvore for cortada, quando o último rio for poluído, quando o último peixe for pescado, aí sim eles verão que dinheiro não se come." – Trecho da carta que Tatanka Yatanka (Touro Sentado), Chefe Sioux escreveu ao Presidente dos EUA em 1855 (Franklin Pierce) que tentou comprar suas Terras.

Esta é a sabedoria Ancestral... que existe desde tempos imemoriais e que foi passada de geração em geração. Qual a sabedoria que o homem civilizado com toda a sua inteligência trouxe ou deixou? ‪

#‎pense

Dreamaker (Denis Correia)

25/02/2015-19:36


E enquanto isso, no Recanto das Letras:





Estes e outros textos inéditos de minha autoria, você encontra apenas no Recanto das Letras. Caso goste dos textos, comente interaja e participe. 

segunda-feira, 23 de março de 2015

Aos preconceituosos e intolerantes de plantão:

Na minha vida, não há espaço para conceitos e preconceitos. Se você é alguém intolerante e que acha que somente as suas verdades são válidas, que apenas a sua Fé é verdadeira ou que o seu Deus ou Divindade é @ únic@, faça-me um favor: se afaste depressa de mim e da minha vida. Eu não tenho tempo à perder com quem  se acha o dono da verdade ou o centro do universo... eu realmente não preciso desse tipo de pessoa intolerante, egoísta e arrogante no meu convívio. E quer saber? Já vai tarde viu? Mas antes tarde do que nunca!!! #vaza #estanca #rala

Dreamaker (Denis Correia)

22/03/2015-12:45

E enquanto isso, no Recanto das Letras:






Estes e outros textos inéditos de minha autoria, você encontra apenas no Recanto das Letras. Caso goste dos textos, comente interaja e participe.

quarta-feira, 4 de março de 2015

E no fim de tudo, ainda restarão histórias pra contar


E no fim de tudo, ainda restarão histórias pra contar. Histórias de fins de tardes e de noites de verão; de beijos na chuva e das flores da estação; de doces recordações e das loucas horas de Amor; de finais não tão felizes, de tristezas e de dor. Mas ainda assim, restarão histórias pra contar... e quem sabe o contador de histórias possa reescrever algumas? Quem sabe (ao menos nessas histórias), as coisas possam tomar rumos diferentes? E talvez em algumas delas, possa haver desfechos diferentes e finais felizes? Tudo é possível enquanto ainda houverem histórias para contar e um contador de histórias disposto à conta-las.

Dreamker (Denis Correia)
26/02/2015-00:51

Depois do texto:

No fim de tudo, sempre restarão histórias pra contar. Sempre haverá uma história mal resolvida, um adeus que nunca ocorreu, algo que nunca foi dito ou um momento onde uma escolha diferente poderia ter mudado o rumo dos acontecimentos. Em algum lugar, em algum dia ou em algum momento, alguém contará essa história. Uma história do que foi... do que poderia ter sido... e do que nunca chegou à ser. E no fim de tudo, ainda restarão histórias pra contar... quem quiser, que conte a sua do seu jeito.

Dreamaker, 26/02/2015 - 00:58

N.D.A.: Tem momentos em que a inspiração me surpreende e me assombra. Eram quase uma da manhã e eu estava fazendo a resenha de uma história em quadrinhos (Elektra #3) para o site Baile dos Enxutos (no qual sou redator) quando a ideia desse texto atravessou a minha mente. Interrompi imediatamente a resenha e vim escrever o texto antes que a idéia se perdesse. Escrevi praticamente tudo de uma só vez e depois que terminei fui ler... e me impressionei com o que acabara de escrever. E no “Depois do texto”, ainda escrevi mais coisas ainda. Histórias para contar... quem não as tem? E quem não gostaria de ter a oportunidade de conta-las ou reescreve-las de outra maneira? Eu escrevo... e considero isso um Dom... então, eu agradeço por esse Dom de dar forma e conteúdo à essas coisas que chegam de repente sem avisar e que me enchem de assombro. Agora, deixa eu voltar pra resenha, pois são 01:06 e eu ainda pretendo editá-la e posta-la ainda hoje... sendo que vou levantar às 06:00 da manhã para trabalhar. Então, fui!!!


E enquanto isso, no Recanto das Letras:






Estes e outros textos inéditos de minha autoria, você encontra apenas no Recanto das Letras. Caso goste dos textos, comente interaja e participe.

terça-feira, 3 de março de 2015

A palavra na ponta da língua...


A palavra estava bem ali... na ponta da língua.
A palavra mágica que se encaixaria perfeitamente no texto que ele estava escrevendo.
A palavra que daria todo o sentido à aquela estrofe e que completaria a rima.
Mas... a palavra não vinha... não aparecia... ela estava bem ali... rondando a sua mente.
A noite virou dia... o dia virou noite... e o poema estava lá... incompleto... inacabado.
A palavra povoava os seus Sonhos... desnorteava os seus sentidos.
A palavra zombava dele... o incomodava... não lhe deixava escrever mais nada.
Um dia enfim, ele se deu por vencido... aceitou que não poderia encontrar a tal palavra.
Quando ela quisesse e no tempo devido, ela se revelaria e o poema seria enfim terminado.

Dreamaker (Denis Correia)
01,03,04/07/2014-00:00

N.D.A.: A palavra estava bem alí... na ponta da língua... tão perto e ao mesmo tempo tão longe. É agoniante demais quando não encontramos a palavra certa ou adequada quando estamos criando algum texto... só quem já passou por esta situação é que sabe como isso incomoda.


E enquanto isso, no Recanto das Letras:






Estes e outros textos inéditos de minha autoria, você encontra apenas no Recanto das Letras. Caso goste dos textos, comente interaja e participe. 

Keep calm que eu volto logo



Olá, meus car@s leitores e leitoras do Blog Terra dos Sonhos. Primeiro, gostaria de lhes avisar que o blog não está fora do ar ou foi descontinuado. O que aconteceu, é que eu estava tendo muitos problemas por conta de antigas formatações e Layouts que estavam me causando alguns transtornos e deixando alguns textos impossíveis de ler. Por isso, precisei deletar tudo para recomeçar do zero, redefinir algumas coisas e aproveitar essa oportunidade para implementar mudanças e novidades.
O Blog Terra dos Sonhos é um lugar muito especial para mim e em Maio deste ano, ele estará completando cinco anos de existência. Por isso, eu gostaria de deixar o meu muito obrigado à tod@s vocês que leem e comentam os meus textos, que interagem, seguem e participam desse blog por todo este tempo. Então, até a próxima postagem (que não deve demorar muito). Sweet Dreams!!!

Acompanhem outros textos inéditos de minha autoria no site Recanto das Letras